Tijuca de volta aos holofotes

11 de maio 2012

Notícias | 0 Comentário(s)

O Dia

A informação pode até soar curiosa para os representantes de gerações mais recentes, mas durante décadas a Tijuca foi considerada uma das áreas mais nobres do Rio, com valores de imóveis em pé de igualdade com bairros da Zona Sul, como Botafogo.

Com o aumento da violência em meados da década de 1980, a região pareceu perder parte do brilho – e do valor de mercado, que chegou a cair 70%, segundo dados da Associação de Dirigentes do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro (Ademi-RJ).

Junto com as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), em meados de de 2008, contudo, veio o processo de reaquicimento do mercado imobiliário local, numa trajetória que já culmina em empreendimentos com lazer completo e infraestrutura que segue as tendências mais modernas do setor.

Uma pesquisa recente da Living Construtora indicou que o preço médio do metro quadrado na Zona Norte como um todo teve alta de mais de 100% entre 2007 e 2011, e passou de R$ 2.350 mil para R$ 7 mil.

Na Tijuca, que recebeu quatro UPPs, a valorização foi de 110% entre 2009 e 2011, de acordo com dados do Sindicato da Habitação do Rio de Janeiro (Secovi Rio).

Apesar do aumento nos preços, a Tijuca atraiu e atrai moradores de outras áreas, onde os preços subiram ainda mais.

Em Copacabana, por exemplo, com três UPPs implantadas em seis comunidades, a valorização dos imóveis de apenas um quarto chegou a 125,3% no mesmo período, segundo o Secovi.

“Hoje, as UPPs são as principais aliadas do mercado imobiliário no Rio. Mesmo em locais onde elas ainda não foram implantadas, mas em que há previsão, o mercado fica aquecido”, afirmou o vice-presidente da entidade, Leonardo Schneider, à época da divulgação dos dados.

Nenhum comentário

    Deixe o seu comentário!

      +  75  =  78

    ML, SUA ADMINISTRADORA DE VERDADE!

    CENTRO

    Praça Olavo Bilac, 28 – Gr. 1608

    (21) 3032-6400

    ILHA DO GOVERNADOR

    Estr. do Galeão, 994 – Gr. 220

    (21) 3032-6400

    SOLICITE UMA PROPOSTA