Instalação de hidrômetro individual gera economia de até 40% no consumo de água

8 de fevereiro 2011

Notícias | 0 Comentário(s)

A decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de impedir que a Cedae multiplique o valor mínimo de cobrança em condomínios com apenas um hidrômetro levanta outra questão: a necessidade da instalação de hidrômetros individuais, para que o consumidor que poupa não acabe pagando por aquele que gasta mais. O investimento inicial, que pode chegar a R$ 3 mil, é compensado com uma economia de até 40% na conta.

O cálculo é do diretor da Hidroluz Engetema, Luiz Alberto Carvalho. De acordo com ele, para um apartamento de dois quartos, a instalação de um hidrômetro varia entre R$ 1.500 e R$ 3 mil.

Mas, para começar a pensar na relação custo-benefício, é preciso, inicialmente, aprovar a mudança em assembleia de condomínio.

— O ideal é que a medida seja aprovada por, pelo menos, dois terços dos condôminos — afirmou Manoel Maia, vice-presidente do Sindicato da Habitação (Secovi Rio).

Entenda a mudança

O STJ decidiu que é ilegal a multiplicação do mínimo de consumo (15 metros cúbicos por mês) pelo número de residências de um condomínio com um só hidrômetro. Assim, após o consumo de 15 metros cúbicos, o condomínio deve pagar apenas o que consumiu.

A Cedae argumentou que, com a medida, a conta de água subiria, uma vez que, a partir do mínimo de 15 metros cúbicos mensais, a empresa passa a cobrar a tarifa progressiva, que é mais cara.

O vice-presidente jurídico do Secovi Rio, Rômulo Mota, disse, porém, que a tarifa progressiva deve continuar levando em conta o número de moradias, e que está poderá ser cobrada só quando o consumo do edifício ultrapassar o mínimo multiplicado pelas unidades.

Fonte: Extra

Nenhum comentário

    Deixe o seu comentário!

    46  +    =  54

    ML, SUA ADMINISTRADORA DE VERDADE!

    CENTRO

    Praça Olavo Bilac, 28 – Gr. 1608

    (21) 3032-6400

    ILHA DO GOVERNADOR

    Estr. do Galeão, 994 – Gr. 220

    (21) 3195-2553

    SOLICITE UMA PROPOSTA