Caixa fecha 2010 com recorde de R$ 77,8 bilhões em crédito imobiliário

14 de fevereiro 2011

Notícias | 0 Comentário(s)

A Caixa Econômica Federal (CEF) concedeu, em 2010, R$ 77,8 bilhões em crédito habitacional, o maior valor da história da instituição. O volume de recursos representa uma alta de 57,2% sobre o crédito concedido em 2009.

Em relação a 2003, quando o volume de crédito imobiliário foi de cerca de R$ 5 bilhões, o número do ano passado mostra uma alta de 1.435%. Do total do crédito imobiliário concedido em 2010, R$ 27,7 bilhões foram com recursos da poupança e R$ 31 bilhões com linhas que utilizam recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O saldo da carteira habitacional atingiu R$ 108,3 bilhões, um avanço de 53,6% na comparação com o ano anterior, quando foram registrados R$ 70,5 bilhões.

Quanto ao programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida, a Caixa informou ter fechado 2010 com cerca de 936 mil unidades financiadas de um total de pouco mais de 1 milhão de unidades contratadas no país. “O resultado superou nossas expectativas, justamente onde o déficit é maior, na faixa de 0 a 3 salários mínimos”, disse a presidente da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho, durante apresentação dos números das operações referentes ao ano passado.

Ao longo deste ano, a previsão da Caixa é de que sejam entregues 429.713 moradias financiadas para famílias com renda de até dez salários mínimos por meio do programa, sendo 182.942 unidades para a faixa de até três.

Volume total de crédito

Incluindo as demais linhas de crédito (pessoal, veículos etc.), o volume de concessão de crédito da Caixa foi de cerca de R$ 194 bilhões. A instituição informou ainda teve lucro líquido de R$ 3,8 bilhões em 2010, um aumento de 25,5% sobre 2009, enquanto o patrimônio líquido somou R$ 15,4 bilhões, um crescimento de 17,4%.

Crescimento

A previsão de crescimento da carteira de crédito imobiliário é da ordem de 30%, conforme informou a presidente. “Nossa expectativa para 2011 é de crescer cerca de 30 por cento”, disse Maria Fernanda. Questionada sobre se as medidas tomadas pelo Banco Central no final do ano passado, para evitar o surgimento de “bolhas” no mercado de crédito não iriam na contramão da expansão prevista pela Caixa, Maria Fernanda disse todas as operações da instituição são avalizadas pelo governo.

Fonte: G1

Nenhum comentário

    Deixe o seu comentário!

    8  +  2  =  

    ML, SUA ADMINISTRADORA DE VERDADE!

    CENTRO

    Praça Olavo Bilac, 28 – Gr. 1608

    (21) 3032-6400

    ILHA DO GOVERNADOR

    Estr. do Galeão, 994 – Gr. 220

    (21) 3195-2553

    SOLICITE UMA PROPOSTA