Cabral pede que casas de programa habitacional sejam destinadas a desabrigados

17 de janeiro 2011

Notícias | 0 Comentário(s)

O governador Sérgio Cabral pediu ao vice-presidente da República, Michel Temer, que as casas do programa Minha Casa Minha Vida, na Região Serrana, sejam destinadas integralmente aos desabrigados e moradores de áreas de risco da região. Os dois se reuniram na manhã desta segunda-feira em um hotel da Zona Sul do Rio.

“O modelo do Minha Casa Minha Vida prevê que apenas 50% das casas sejam destinadas ao cadastro das prefeituras e 50% sejam por sorteio. No caso das cidades em áreas de risco pedimos que 100% das residências sejam colocadas à disposição de moradores”, disse Cabral.

Na reunião, o governador também solicitou a antecipação de recursos da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) destinados à contenção de encostas. “Com essas duas medidas combinadas estaremos dando passos importantes para retirar essas pessoas de áreas de risco e dar a elas moradias dignas”, acrescentou.

Segundo Cabral, o repasse de verbas emergenciais para os sete municípios castigados pelas chuvas e que decretaram estado de calamidade pública será fiscalizado por técnicos dos tribunais de Contas da União (TCU) e do estado (TCE) para evitar o desvio dessas verbas. Ele anunciou ainda a liberação de R$ 30 milhões para gastos com saúde nessas cidades. O governador afirmou que nesse momento a prioridade é resgatar as vítimas e dar dignidade a esses cidadãos.

Região Serrana enfrenta a pior catástrofe de sua história

Castigada por um temporal que fez chover em 24 horas mais do que era esperado para todo o mês, a Região Serrana do Rio enfrenta desde a noite da terça-feira 11 de janeiro a pior catástrofe natural do Brasil. Com o número de mortos, desabrigados, desalojados, feridos e desaparecidos, a tragédia já superou o registrado em janeiro do ano passado, em Angra dos Reis e, em abril, na capital e Niterói.

Localidades inteiras foram soterradas por lama no município de Teresópolis. No bairro Caleme, uma represa da Cedae transbordou por causa da tromba d’água, provocando o deslizamento de encostas sobre casas e carros. Em Nova Friburgo, três bombeiros que seguiam para resgatar vítimas quando o carro onde estavam foi soterrado por uma avalanche.

Petrópolis também sofreu devastação em diferentes pontos. O Distrito de Itaipava foi o mais atingido. O soterramento de uma casa na localidade Vale do Cuiabá matou 12 pessoas de uma mesma família. Corpos foram recolhidos por moradores e depositados às margens de um rio à espera de resgate. Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto, também cidades da região, também contabilizam mortos.

Fonte: O Dia

Nenhum comentário

    Deixe o seu comentário!

    8  +  1  =  

    ML, SUA ADMINISTRADORA DE VERDADE!

    CENTRO

    Praça Olavo Bilac, 28 – Gr. 1608

    (21) 3032-6400

    ILHA DO GOVERNADOR

    Estr. do Galeão, 994 – Gr. 220

    (21) 3195-2553

    SOLICITE UMA PROPOSTA