Crédito habitacional com FGTS e poupança cresce 40,2% no ano

30 de novembro 2010

Notícias | 2 Comentário(s)

O uso do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e da poupança para a compra da casa própria cresceu 40,2% neste ano.

De acordo com dados da Nota de Política Monetária e Operações de Crédito, do Banco Central, divulgada nesta segunda-feira (29), o montante chegou a R$ 122,45 bilhões.

Somente em outubro, houve uma elevação de 2,9%, enquanto que, em 12 meses, o aumento do uso destes recursos para crédito habitacional subiu 51,1%.

Os cálculos levam em conta o financiamento direcionado às pessoas físicas e às cooperativas habitacionais.

Crédito

No total, as operações de crédito do sistema financeiro para habitação somaram R$ 129,12 bilhões em outubro, com alta de 40,6% no ano.

As instituições públicas representaram a maior participação, com 75,3% do total, ao emprestar R$ 97,34 bilhões em outubro. No ano, o crédito habitacional destes bancos subiu 42,4%

Na sequência, estão os bancos privados, com representatividade de 14,3%. Em outubro, eles emprestaram R$ 18,59 bilhões, alta de 41% no ano.

Por último, estão as instituições estrangeiras, que emprestaram R$ 13,18 bilhões ao crédito habitacional em outubro, alta de 28% no ano e representatividade de 10,20%.

Fonte: Infomoney

2 Comentários

  • Audrey disse:

    Ole1 Marcelo!Sim, verdade: coirsdeno a dedvida pfablica como um ne3o-problema. Todavia, neste caso o que queria transmitir era outra ideia tambe9m: aqui na Europa ne3o se fala de dedvida privada.Ne3o e9 que se fale pouco: ne3o se fala mesmo. E isso e9 muito “esquisito”, pois os bancos ne3o emprestam dinheiro.Agora, se o problema for apenas a dedvida pfablica, porquea os bancos ne3o emprestam aos privados? Dado que os bancos ne3o podem continuar a emprestar aos Estados (que oficialmente ne3o team dinheiro), seria lf3gico pensar que o mercado naturalmente favorecido nesta altura seria o privado.Mas o que se passa e9 que os bancos apertaram as regras do cre9dito e os privados team cada vez mais problemas em encontrar empre9stimos.E a raze3o pode ser encontrada nas notedcias que os media transmitem de forma “soft”, sem grandes debates ou mesas redondas como contorno: por exemplo, o cre9dito malparado continua a aumentar.E o cre9dito malparado fala dos privados, ne3o dos Estados.No outro dia estava num banco, na fila. A empregada tinha a cara de quem acabou de perder o gato, ate9 chegar um cliente chineas: este extraiu a carteira, um objecto que estava preste a explodir dada a quantia de notas.De repente, a empregada apresentou um sorriso duma orelha ate9 outra, eu ate9 tinha medo que a mascara se partisse e que relevasse a natureza Reptiliana da mulher.De facto, ver uma carteira como aquela e9 um especte1culo raro, tipo o tre2nsito de Ve9nus no disco solar, e actualmente parece uma exclusiva chinesa.Isso aponta para outro assunto que fica impledcito no post: as pessoas (falo da Europa) este3o cada vez mais pobres, mas as grandes atene7f5es se3o para “a crise” de Portugal.Ne3o, meus amigos, ne3o he1 uma crise de Portugal, he1 uma violenta crise dos Portugueses, tal como he1 a crise dos Espanhf3is, dos Gregos, dos Italianos…Abrae7ooooo!

Deixe o seu comentário!

5  +    =  10

ML, SUA ADMINISTRADORA DE VERDADE!

CENTRO

Praça Olavo Bilac, 28 – Gr. 1608

(21) 3032-6400

ILHA DO GOVERNADOR

Estr. do Galeão, 994 – Gr. 220

(21) 3195-2553

SOLICITE UMA PROPOSTA