Condomínios de luxo geram mais problemas para o Censo do que áreas de risco no Rio

16 de agosto 2010

Notícias | 0 Comentário(s)

O acesso dos recenseadores para coleta de dados para o Censo 2010 está sendo mais problemática em condomínios de luxo do que nas áreas de risco (favelas e morros) do Rio de Janeiro. A afirmação foi feita nesta segunda-feira (16) pelo presidente do IBGE, Eduardo Pereira Nunes, durante o primeiro balanço da pesquisa.

– É grande o número de casas onde os recenseadores não encontram ninguém. Isso acontece, muito, nos condomínios de luxo, onde as pessoas saem para trabalhar e, muitas vezes, moram sozinhos. Nas áreas de risco, a taxa de domicílios fechados é bastante baixa.

De acordo com Nunes, cerca de 1.800 pessoas já preencheram o formulário do Censo pela internet. Ao total, recenseadores do IBGE já ouviram 17% da população, somando quase 33 milhões de pessoas. A partir de 29 de agosto será divulgado pela internet o acompanhamento do número de pessoas entrevistadas. A atualização acontecerá, no mínimo, uma vez por semana.

Houve atrasos na entrega de coletes nos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Uma empresa de Londrina (PR) teve problemas na produção e distribuição dos materiais.

Os 185 mil recenseadores do instituto vão visitar todos os 58 milhões de domicílios do país até outubro. A megaoperação deve custar R$ 1,68 bilhão.

Fonte: R7

Nenhum comentário

    Deixe o seu comentário!

      +  18  =  24

    ML, SUA ADMINISTRADORA DE VERDADE!

    CENTRO

    Praça Olavo Bilac, 28 – Gr. 1608

    (21) 3032-6400

    ILHA DO GOVERNADOR

    Estr. do Galeão, 994 – Gr. 220

    (21) 3195-2553

    SOLICITE UMA PROPOSTA