Prédio de 44 andares não paga taxa extra no Rio

7 de abril 2010

Notícias | 0 Comentário(s)

A Eletrobrás poderá construir um prédio de até 44 andares na Lapa, centro do Rio, sem precisar pagar nenhuma compensação à prefeitura pelo aumento de gabarito autorizado em janeiro. No fim de março, a Câmara Municipal manteve o veto do prefeito Eduardo Paes (PMDB) ao artigo que permitia a obra, desde que fosse paga taxa. Vereadores haviam preparado um estudo, com consultas ao mercado imobiliário, que estimava em R$ 30 milhões o montante da valorização do terreno obtida com a mudança na legislação urbanística.

Até o líder do governo, Adilson Pires (PT), defendeu a medida em janeiro. “O projeto de lei previa uma série de contrapartidas. Com o ganho de área potencial, seria possível arrecadar aproximadamente R$ 30 milhões. O dinheiro seria investido na infraestrutura da Lapa”, afirmou, na ocasião. Procurado ontem, Pires não foi localizado.

O vereador Paulo Pinheiro (PPS) é um dos cinco que votaram contra a manutenção do veto. “A ampliação do gabarito vai trazer fatos prejudiciais, como aumento do trânsito. Nada mais justo do que uma compensação financeira para o município investir na região”, disse Pinheiro.

A Secretaria de Urbanismo informou que “a construção da sede da Eletrobrás revitaliza e recupera a essência da atividade econômica do Rio”. A Eletrobrás não quis se manifestar.

No trecho voltado para a Rua dos Arcos, o gabarito máximo ficou em três pavimentos. Mas a parte dos fundos, voltada para a Avenida Chile, poderá chegar a 44 andares.

Fonte: Estadão

Nenhum comentário

    Deixe o seu comentário!

    9  +  1  =  

    ML, SUA ADMINISTRADORA DE VERDADE!

    CENTRO

    Praça Olavo Bilac, 28 – Gr. 1608

    (21) 3032-6400

    ILHA DO GOVERNADOR

    Estr. do Galeão, 994 – Gr. 220

    (21) 3032-6400

    SOLICITE UMA PROPOSTA